terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Uma casa de bonecas como metáfora...


Em 1879 o autor e dramaturgo norueguês Henrik Ibsen utilizou uma casa de bonecas como objeto para a metáfora que seria o mote de sua peça teatral entitulada "Casa de Bonecas".

Em seu texto, Nora é a mãe em uma família de classe média. Ela encara a vida como feliz e, sempre fugindo dos problemas, passa a acreditar verdadeiramente que sua vida é perfeita e que os sonhos dos outros também sejam os seus, plenamente realizados. Mas a vida toma seus próprios rumos e ela se vê em situação que a obriga a sair da bolha de vidro que criou para si própria, ou seja, ela percebe que a vida não se passa numa "casa de bonecas"!

É interessante notar como as casas de boneca são tidas como "perfeitas" e são sinônimo de um mundo também "perfeito". Talvez seja isso que nos leva à paixão por este hobby de miniaturizar objetos, porque ele nos faz acreditar que possamos ser donos de coisas que talvez nunca pudéssemos conquistar ou chegar a lugares a que nunca pudéssemos ir: um verdadeiro mundo de fantasia!

Um comentário:

dalete disse...

Adorei o post, Edie.
bjuuus,
Dálete