quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Azulejando mini ambientes...

Imprima! Existem sites especializados em printables (imagens de objetos já em escala que podem ser impressas, imitando o material original). Você pode encontrar imagens de azulejos e juntá-las num programa de edição de imagens até ter azulejos suficientes para cobrir a parede de um mini ambiente.
Alguns dias atrás recebi o contato da Elisabete, aqui no Nação Minimaníaca blog, e ela me perguntava sobre um material plástico que usei para recobrir as paredes da cozinha da minha casa de bonecas, o qual imita perfeitamente azulejos. Para ver o que escrevi sobre este material, clique aqui.

Este material normalmente é importado, mas durante algum tempo, havia lojistas no Brasil que estavam produzindo este tipo de coisa, mas acho que as vendas de miniaturas por aqui não são muito grandes e isso acabou desestimulando a produção de itens mais sofisticados.

De qualquer forma, pensei em trazer algumas dicas para substituir:

- Imprima! Existem sites especializados em printables (imagens de objetos já em escala que podem ser impressas, imitando o material original). Você pode encontrar imagens de azulejos - desde os mais modernos até aqueles mais antigos e cheios de detalhes - e juntá-las num programa de edição de imagens até ter "azulejos" suficientes para cobrir a parede de um mini ambiente. Imprima, cole, e faça o acabamento com plástico adesivo transparente ou verniz. Faça um teste antes de usar acabamentos líquidos para não correr o risco da tinta da impressora virar um grande borrão!

- Fotografe! Azulejos que você gosta também podem ser fotografados e impressos como descrito acima. Seu trabalho será completamente personalizado!

- Faça vincos! Para completar a idéia acima, você pode fazer vincos usando uma régua de aço e um boleador pequeno (ou ponta de tesoura ou uma faquinha). Posicione a régua nas linhas que dividem os azulejos na horizontal e na vertical, passe o objeto pontiagudo e veja o resultado que vai dar realismo ao trabalho, parecendo os rejuntes dos azulejos. Essa dica pode ser usada sobre madeira ou sobre papelão.

- Use pastilhas! As pastilhas podem ser facilmente encontradas na medida de 1cm x 1cm em casas especializadas em material para mosaicos. Cole uma a uma sobre a base que servirá como parede do mini ambiente, utilizando uma régua de aço como delimitador. Isso vai evitar que os "azulejos" sejam colados de forma irregular e você odeie o trabalho final!

- Substitua por papel de parede! Os papéis de parede são uma grande idéia. Você pode usar sobras de papel de parede de verdade, principalmente aqueles que não têm estampas fora de escala, mas aqueles que são lisos, xadrezes, listrados, etc. Você também pode lançar mão de papéis usados para o scrapbooking, já bem conhecido no Brasil, nos quais se encontram facilmente estampas em perfeita escala miniaturizada, ou ainda, procurar por papéis de presente que sejam interessantes.

Cole decalques! Lembra do antigo decalque? Aquele papelzinho que você coloca na água 1 minutinho e a figura se descola do papel e cola em outra superfície? Ainda se encontram em algumas lojas este tipo de material. Eles podem ser colados de forma a imitar os motivos dos azulejos, principalmente se forem florais.

Espero que estas dicas sejam úteis, e se alguém tiver mais alguma idéia, deixe seu comentário!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Miniaturas e Política!

Na foto, vendedor mostra réplica do Duomo (catedral de Milão) em loja no centro de Milão nesta segunda-feira (14). Ela é semelhante à que teria atingido o premiê italiano.
O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, foi agredido neste domingo (13), após a realização de um comício de seu partido, Povo da Liberdade (PDL), na Piazza del Duomo, no centro de Milão. O agressor foi detido e o premiê, com o rosto sangrando, foi levado para o hospital San Raffaele para tratar o ferimento.

Antes da agressão, Berlusconi tinha enfrentado verbalmente um grupo de opositores que gritavam "renúncia" e "palhaço" durante o comício.

Na foto, vendedor mostra réplica do Duomo (catedral de Milão) em loja no centro de Milão nesta segunda-feira (14). Ela é semelhante à que teria atingido o premiê italiano, Silvio Berlusconi, na véspera.

Por G1 (Globo.com) - Foto AFP

sábado, 12 de dezembro de 2009

Container pra quê?

Você já deve ter ouvido falar sobre a reciclagem de contâineres (aquelas caixas retangulares de ferro que são usadas para transporte de todo tipo de produto em navios) que alguns arquitetos e decoradores vêem fazendo nos útlimos anos. Alguns deles, estão fazendo fama com este tipo de trabalho que é politicamente correto e que tem uma preocupação ambiental bastante em voga.

É difícil saber quem começou tudo isso, mas são incríveis os resultados! Desde casas moduladas até estabelecimentos comerciais como cafés e restaurantes estão ambientados nestes espaços que eram considerados lixo até então. Para ver fotos e saber um pouco mais sobre o assunto, clique aqui.

Mas o que interessa saber é que existe um movimento de miniaturistas em alguns lugares do mundo bastante interessados em tudo o que é considerado moderno. Até então, o miniaturismo em escala 1/12 estava bastante focado em estilos como o vitoriano ou georgiano que remontam há séculos atrás. Entalhes e madeira eram considerados o auge em termos de beleza miniaturizada.


Pensando assim, o designer norte-americano Paris Renfroe criou os M112 Pods! São coloridos contâineres em escala 1/12 que podem ser sobrepostos (como aqueles em tamanho real) para criar impressionantes estruturas para miniaturizados e modernos ambientes.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Madurodam: um mini sonho!



Mais um inverno do outro lado do globo e mais uma vez a rota de turismo de muitos brasileiros passa a ser a Europa! O velho continente tem atrações para apaixonados por miniaturas e curiosos aos montes, então, se seu roteiro inclui os Países Baixos, não deixe de conhecer esta grandiosa atração!

O Madurodam é um parque  em Scheveningen, A Haia, que mantém miniaturizada a história da arquitetura da região à escala de 1/25 há mais de 57 anos, incluindo toda a região dos belíssimos canais que são alto ponto turístico holandês. São mais de 700 modelos!

A mini cidade foi iniciada por. B. Boon-van der Starp e o casal J.M.L. Maduro em homenagem a seu filho George Maduro, que faleceu lutando contra a ocupação nazista dos Países Baixos e, desde então, possui Prefeito e uma Câmara Municipal com candidatos eleitos entre os jovens da comunidade local. Todo este trabalho possui fundosocial e de caridade, contando com o patrocínio de empresas como Heineken e Coca-Cola.

E tudo por lá está em movimento! Moinhos de vento giram, lanchas panorâmicas fazem passeios pelos canais e trens modernos percorrem toda a cidade por uma das maiores ferrovias em miniatura do mundo!

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Mãos à obra!

William Robertson é o nome do criador deste inacreditável conjunto. Medindo pouco mais que 5cm, funcionam gavetas e tampas, como era de se esperar neste nível de trabalho, além da fechadura que também funciona com uma minúscula chave!A bem da verdade, muitos de nós sequer temos ferramentas suficientes em tamanho real para poder executar pequenos reparos em casa. Mas esta obra-prima em escala 1/12 miniaturiza uma incrível caixa de ferramentas, criando uma réplica perfeita do século 18!

William Robertson é o nome do criador deste inacreditável conjunto. Medindo pouco mais que 5cm, funcionam gavetas e tampas, como era de se esperar neste nível de trabalho, além da fechadura que também funciona com uma minúscula chave!

Pelo lado de dentro da tampa, pode-se ver a reprodução de etiqueta que foi minuciosamente impressa em papel que data do século 18!

Mas o mais difícil de acreditar é que todas as ferramentas funcionam! O serrote da imagem, por exemplo, possui 160 dentes.

O trabalho levou cerca de 1000 horas para ser concluído, o que equivaleria a mais de 41 dias trabalhando sem parar!

domingo, 6 de dezembro de 2009

Re-Ment?

Inicialmente criadas para crianças colecionarem como se fazia com figurinhas no passado, rapidamente os Re-Ments se tornaram mania entre adultos colecionadores.

Você já ouviu falar em Re-Ment? Você precisa de um Re-Ment?


Bom, se você coleciona bonecas como a Barbie, Fashion Royalty, Momoko, Susie ou Blythe, certamente você precisa de Re-Ments!

Com estas miniaturas japonesas, em sua maioria na escala 1/6 (escala da Barbie), você pode criar cenários e tornar o mundo destas bonecas mais completo. São peças em plástico relativamente bem detalhadas e bastante coloridas (acessórios, roupas, bichos, comidinhas, doces, móveis, etc.) que costumam vir embaladas com 10 conjuntos diferentes, porém, relacionadas a um mesmo assunto.

Inicialmente criadas para crianças colecionarem como se fazia com figurinhas no passado, rapidamente se tornaram mania entre adultos colecionadores. Cada conjunto custa cerca de US$4 no Japão ou nos EUA e uma caixa fechada com os 10 conjuntos custa entre US$37 a 50.

Cada conjunto vem numa caixinha que não indica seu conteúdo! Chamam isso de "blind box" (caixa cega), exatamente como eram as figurinhas antigamente... Muitos lojistas acabam por abrir estas caixas porque a idéia de comprar miniaturas repetidas não deu muito certo. Então, se você prentende colecionar, não espere por caixas intactas!

Mas este segredo sobre o conteúdo da caixinha tem uma recompensa! É possível comprar uma que venha com uma miniatura especial de edição limitada como surpresa. O valor deste tipo de peça entre colecionadores é negociado como em leilões!

E no Brasil? Pouco são conhecidas e pouco se vende. Alguma coisa se encontra no Mercado Livre. Preços? Nem preciso dizer que vão nas alturas... mas se você começar a colecionar, prepare-se: logo você estará viciado!

Foto: Flickr de "Rezinha" (http://www.flickr.com/photos/pirulito/3945812793/)

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Chocolate e miniaturas: deliciosa mistura!



O Chef de cozinha Bill Yosses conhece tanto as panelas parisienses quanto americanas muito bem! E ontem, apresentou algo bastante inusitado para apreciadores da boa culinária: uma réplica da Casa Branca feita com chocolate branco!

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Mini Castelo!


Nos dias 20 e 21 de novembro, na feira do Festival de Gramado, o parque Mini Mundo esteve presente com a sua mais nova miniatura, em escala 1:24: o Castelo de Kaub. O original está localizado em uma ilha no vale médio do rio Reno, na Alemanha, e faz parte da romântica Rota dos Castelos. O local do Kaub, foi designado pela Unesco como herança de cultura mundial.

A miniatura que apresentada foi construída na Oficina do Mini Mundo em escala 1:24, ou seja, 24 vezes menor do que a obra original. Todas as miniaturas expostas no parque seguem as mesmas regras: existem em alguma parte do globo, tem algum significado histórico e cultural, e sao construídas pela equipe do próprio parque, dentro da mesma escala. Atualmente, uma das obras em construção é o Museu do Ipiranga, da cidade de São Paulo.

Por Brasilturis Jornal

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

III Febramini a caminho!


Mais uma vez, a Febramini (Encontro Anual de Miniaturistas) acontece no Atelier Pépp & Orson nos dias 28 e 29 de novembro, em São Paulo. Em sua terceira edição, reúne miniaturistas profissionais divulgando seu trabalho num ambiente já conhecido pelo carinho dos anfitriões em receber apaixonados por miniaturas.

Trabalhos especialmente em escala 1/12 estarão à venda aos interessados. Uma excelente oportunidade para encontrar, num mesmo lugar, miniaturas de todos os tipos!

Como de costume, uma exposição coletiva de mini ambientes acontece paralelamente.

Atelier Pépp & Orson
R. Prof. Dr. José Marques da Cruz, 49
Brooklin - São Paulo/SP
Horário: das 15h às 21h.

Contato: 11-5183-5443

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Little World, o Museu da Miniatura!


Você já ouviu falar em Adhemir Fogassa? Um dos maquetistas brasileiros mais famosos, desde 1983 trabalha neste ramo criando maquetes de grandes empreendimentos imobiliários no Brasil e no mundo.

A explícita paixão pelo maquetismo transferiu-se para o escultor de peças em tamanho reduzido. A partir disso, foi criado o Little World, o primeiro museu de maquetes do Brasil que fica na cidade de Cotia, em São Paulo.

Em seus mais 8 mil metros quadrados, um pouco de cada civilização foi representada! Contando com peças à venda de tamanhos variando entre 1 e 6 metros, por R$21 mil você pode ter uma réplica do 14 Bis de Santos Dumont em casa ou com R$196 mil, um Arco do Triunfo, de Paris, na França!

Infelizmente, tentei entrar em contato com o museu pelo telefone (11-4617-4433), sem sucesso. Também não consegui qualquer informação mais recente que levasse a crer que o museu ainda exista. Na internet encontram-se notícias alegando que o museu teria um preço de entrada muito alto além da dificuldade de acesso pela Rodovia Raposo Tavares, km 28.

Se alguém tiver informações sobre a existência do museu, por favor, deixe seu comentário aqui!

sábado, 14 de novembro de 2009

Entalhes e torneados à vista!


Vale a pena mostrar um pouco do detalhe dos entalhes e dos torneados presentes na mesa e nas cadeiras da sala de jantar. Esta é uma mobília fabricada pela chinesa Bespaq, bastante conhecida dos miniaturistas em geral.

Os preços desta fabricante costumam ser interessantes considerando a qualidade final do produto, sempre mais delicado, mais detalhado e com uso de materiais nobres como a madeira, sem perder a característica de artesania. Clique aqui para ver um site que vende Bespaq e fotos de outros produtos.

Infelizmente, como sempre, este produto dificilmente chega ao Brasil. Quando chega, os preços se tornam totalmente impraticáveis nas mãos dos anunciantes do Mercado Livre.com. Assim sendo, viagens à Europa e EUA podem ser excelentes opções para adquirir estas peças a preços bastante justos!

E não adianta procurar na internet porque a Bespaq só vende (diretamente) para lojistas previamente cadastrados e aceitos e, apenas no atacado...

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

E o Slinkachu continua aprontando em miniatura!

Projeto Little People propõe reflexão acerca da solidão e insignificância do homem que vive nas grandes cidades

Você já sentiu pequeno nesta cidade gigantesca? Tão pequeno e impotente que parece que toda sua vida, sua rotina e hábitos são insignificantes? Foi pensando nesta sensação que o artista Slinkachu decidiu reproduzir algumas cenas do cotidiano comum do ser humano do século XXI em miniatura.

Ele deu início ao projeto chamado Little People Project em 2006, quando começou a esculpir diversas cenas com minipessoas, minisacolas de mercado, miniárvores, ministudo que, ao serem colocadas em ambientes comuns e depois fotografadas, são de um realismo incrível que revela o lado insignificante das nossas ações diárias, de maneira que chega a ser engraçado perceber que nossas atividades e as cenas que vemos no dia a dia, quase todas elas, são repetidas por todos em todos os cantos do globo.

A meta do trabalho é justamente propor a reflexão sobre a solidão e a melancolia da vida nas grandes cidades nos dias de hoje. Ao olhar as miniesculturas fotografadas em close, quase não percebemos do que se trata. Por um segundo é perfeitamente compreensível que achemos que tudo não passa de um belo retrato da vida comum do homem, até que na seqüência de imagens o ângulo da foto seja ampliado e a distância evidencie esta nova cena e - claro - a arte final de Slinkachu.

O interessante é que o artista deixa todos estes bonecos fofinhos no mesmo local onde foram fotografados - ou seja, a qualquer momento, se estiver atento, você pode encontrar com um deles por ai. “Quero que as pessoas sejam capazes de perceber estas pessoas tão pequenas e que sintam empatia por elas”, diz.

Parte do trabalho foi condensado no livro Little People in the City: The Street Art of Slinkachu, que está a venda na Amazon.
Por Maria Beatriz Gonçalves para a Revista Criativa, Ed. Globo.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Salamandra não é apenas um bicho!

Você certamente já ouviu falar em salamandras, aquele anfíbio que dá um pouco de medo e parece pré-histórico! Na minha casa em miniatura existem algumas salamandras, mas não são deste tipo!


As salamandras eram objetos muito utilizados em toda a Europa como fonte de aquecimento dos ambientes. Normalmente fabricadas em ferro fundido (muito pesadas), recebiam o carvão em compartimentos fechados por uma porta ou grelha e emanavam calor por um período.

A fumaça resultante da queima do carvão podia ser canalizada ou não. E normalmente, um balde ou outro recipiente contendo o carvão ou pedaços de madeira a serem queimados ficava ao lado da salamandra.

Na foto acima, a salamandra que fica embaixo da escada da sala de estar. E acima, a salamandra que fica no quarto do casal. Esta do quarto, em especial, possui uma pequena plataforma sobre a qual uma jarra para lavar as mãos ou o rosto poderia ser colocada de forma a manter a água morna.


domingo, 8 de novembro de 2009

A "era do rádio"!


De volta à sala de estar da minha casa em miniatura, um detalhe interessante é o rádio em local de destaque no ambiente! Como em muitos lugares do mundo, o rádio foi um dos principais, se não o principal veículo de comunicação em massa.

As famílias se juntavam em torno deste "moderno" aparelho e a partir dele tinham contato com os acontecimentos locais e do mundo.

Na Inglaterra vitoriana que ambienta o projeto desta casa não era diferente, considerando inclusive que em 1863 quando, em Cambridge - Inglaterra, James Clerck Maxwell demonstrou a provável existência das ondas eletromagnéticas. James era professor de física experimental e a partir desta revelação outros pesquisadores se interessaram pelo assunto.

A partir de 1919 começa a chamada "Era do rádio"!

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Aqueles bailes a que fomos...


Como já falamos outras vezes, as peças de decoração de uma casa no período vitoriano ganhavam muito prestígio se vinham de outros países. Em uma das paredes da sala de jantar da minha casa, máscaras tipicamente usadas no carnaval vienense, na Áustria.

Feitas em biscuit por uma miniaturista de São Paulo, são um detalhe que provavelmente ensejaria uma conversa cheias de boas recordações com amigos visitantes à mesa!

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Criatividade e miniatura resultam em venda de imóvel!

Como muitos proprietários de imóveis pelo mundo, Gerry e Cindy Mann estavam sofrendo para vender uma casa. Então eles decidiram inventar uma proposta de venda criativa: eles vendem uma réplica em miniatura da casa, e dão de brinde o imóvel de verdade. O preço foi fixado em US$ 169 mil, cerca de R$ 295 mil.

"Depois de um ano tentando vender a casa, eu pensei: 'tenho essa casa de bonecas guardada no porão, vou tentar fazer alguma promoção criativa'", disse Gerry Mann, de 60 anos, ao jornal "Battle Creek Enquirer".

A casa de bonecas, feita pelo pai de Cindy há 15 anos, é uma réplica da casa em que eles moram. A família calcula que a casa miniatura deva valer algumas centenas de dólares, já que foi feita com atenção a todos os detalhes do imóvel original.

Eles vendem uma réplica em miniatura da casa, e dão de brinde o imóvel de verdade."Eu já vi anúncios engraçados, mas nada como isso", diz Matt Davis, presidente de uma associação imobiliária de Battle Creek. "É uma idéia bastante criativa", completa. Segundo dados dessa associação imobiliária, as vendas de imóveis na região são as mais fracas desde 1991.

Por: Portal G1 Globo.com (Planeta Bizarro)

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Estranhas miniaturas?

Parte do time de perfumistas da griffe francesa Comme des Garçons, criou algumas miniaturas de cadeiras que causam estranheza ao primeiro olhar.
Bom gosto e criatividade nem sempre andam juntos, mas provavelmente não é o que pensa o designer Christian Astuguevieille. Parte do time de perfumistas da griffe francesa Comme des Garçons, criou algumas miniaturas de cadeiras que causam estranheza ao primeiro olhar.

Chamadas por Astuguevieille de Manta Ray e Crabes Langoustes Chair, as miniaturas parecem ser inspiradas em arraias e lagostins respectivamente. Feitas a partir de madeira forrada por uma espécie de pelúcia aveludada, são peças para uma decoração que prima pelo conceito aliado à etiqueta.

Como assim? Você vai entender quando souber que o preço de cada uma delas, com exclusividade pelo site inglês que revende luxo Couturelab, é de US$850 (cerca de R$1.700).

De qualquer forma, adoraria uma destas em minha coleção... quem sabe as duas?


terça-feira, 3 de novembro de 2009

Se minha casa de bonecas falasse...


E se uma casa de bonecas falasse, o que ela diria? A "Mrs. Goodbee Interactive Dollhouse", fabricada pela Learning Curve, transforma-se num agradável personagem para crianças entre 3 e 6 anos de idade, e é capaz de ajudar na educação delas ao "conversar" com elas!

Com mais de 400 atividades - incluindo canções, sons diversos e vários pontos de luz - divide-se em 12 ambientes num interessante design (a casa se dobra em 3 partes) que permite que 2 crianças brinquem ao mesmo tempo.

Ao tocar a campainha, seus olhos abrem e ela canta uma música de boas-vindas! No banheiro, um dos pontos de interatividade oferece comentários (em inglês) como: "Dar descarga, lavar as mãos, maravilhoso! Bom trabalho!"

Além disso, vem com adesivos para decorar o jardim da casinha que devem ser dados à criança cada vez que ela faz uma boa ação na vida real. Atrás dos adesivos, códigos que desbloqueiam jogos on-line no site do fabricante, tornando o processo divertido e envolvente que estimula comportamentos sociais positivos.

O preço? Apenas US$65 (cerca de R$114), mas não no Brasil, claro! O brinquedo não chega por aqui, a não ser que seja importado em sites como da Amazon.com. Móveis, bonecas e demais detalhes precisam ser comprados separadamente em kits que custam entre US$10 e US$100 (cerca de R$17,50 e R$170,50).





segunda-feira, 2 de novembro de 2009

A casa de boneca mais verde do mundo!


Uma versão ecológica da casa de bonecas tem painel solar e reciclagem de água. A empresa tailandesa PlanToys arrumou um jeito interessante e divertido de ensinar as crianças sobre a necessidade de levar uma vida verde: com uma casa de bonecas sustentável.

A casa é feita de madeira reflorestada e tem, além de uma miniturbina eólica, um painel fotovoltaico, que capta a energia solar para transformá-la em elétrica. Existe ainda um coletor de água da chuva, uma “fachada verde” feita com plantas que ajudam a controlar a temperatura da casa, e uma parede móvel, que funciona como basicamente como uma persiana, que controla a quantidade de luz que entra na casa e a circulação do ar.

Alguns móveis da casinha também são verdes. O sofá, por exemplo, foi feito de madeira reciclada. Existe ainda um jardim para plantar legumes e verduras e um espaço para animais como coelhos e vacas.

A chamada Green Dollhouse tem o objetivo de ajudar as crianças a aprender como viver em harmonia com a natureza e em um ambiente sustentável. O brinquedo já pode ser comprado na Amazon, pela internet, por cerca de 320 reais.

Por Info Plantão do site Abril.com


domingo, 1 de novembro de 2009

Personagens vitorianas nas bancas!

A Editora Planeta de Agostini traz mais uma novidade às bancas de jornais nos próximos dias que deve interessar colecionadores de miniaturas atraídos por assuntos de época. Chamada "Damas de Época", a coleção traz bonecas de porcelana que, segundo a editora, são "vestidas com requinte e detalhes luxuosos".

Inspiradas em grandes personagens de ficção da época vitoriana como Emma Bovary e Ana Karenina, os 2 primeiros fascículos serão vendidos por R$14,99 e os demais, quinzenalmente lançados, a R$24,99.

Clique aqui para obter um arquivo que mostra destalhes da coleção, diretamente do site da editora e, clique aqui para ver o que já publicamos sobre a editora em nosso blog.

sábado, 31 de outubro de 2009

Reproduzindo a vida cotidiana em miniatura.

Um artista francês utiliza bonecos de plástico em miniatura para reproduzir cenas da vida cotidiana. O fotógrafo e designer gráfico Vincent Bousserez diz que começou a tirar as fotos da série "Plastic Life" (ou "vida plástica", em tradução livre) depois de se encantar com uma loja de miniaturas que começou a frequentar levado por um amigo.

"Essas fotos em "close" eliminam a distância entre o olho do espectador e a cena que ele descobre", descreveu Bousserez à BBC Brasil. "Ele entra em um mundo estranhamente similar ao dele e diferente ao mesmo tempo. Cada foto se torna um roteiro poético e bem-humorado que pode ser interpretado como a denúncia dos vícios de nosso tempo."


Ele diz que a ideia das fotos vem espontaneamente. "Na maioria das vezes, eu compro esses bonequinhos sem pensar em uma cena. Eu simplesmente os carrego comigo. E quando estou em algum lugar e vejo algo, a inspiração vem naturalmente", conta.

O trabalho de Bousserez pode ser visto no Flickr do artista (flickr.com/photos/bousserez) e no site da sua agência (twentyonehundred.fr).


Por BBC Brasil, no jornal O Globo.



Gostou? Para ver trabalhos similares de outros artistas internacionais em nosso blog, acesse:

Miniaturas realmente mini
Capital britânica vira 'cidade de brinquedo'

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Detalhe do acabamento...


Algumas pessoas me escreveram pedindo para que eu postasse uma foto do detalhe da máquina de costura que (na sala de costura). Como já havíamos falado aqui no Nação Minimaníaca Blog, na ponta da agulha da máquina está em acabamento uma das mangas do vestido que está no manequim semi-pronto.

Espero que vocês gostem!

Esta máquina de costura é uma peça bem feita em metal, produzida na China e facilmente encontrada em sites especializados em miniatuas (americanos ou europeus). Normalmente, a encontramos a preços bem em conta!

Infelizmente, não consigo fotografar o detalhe da linha de costura que passa por toda a máquina, chegando até a agulha. As duas rodas da peça estão interligadas por uma borracha, assim, quando pressionamos o pedal da máquina (como se fazia para costurar neste tipo de máquina), as rodas giram!


A tesoura que está sobre a máquina foi feita por um miniaturista de São Paulo, em metal dourado. É uma peça de que gosto muito porque ela abre e fecha perfeitamente, o que é difícil neste tipo de miniatura. Normalmente, são peças inteiriças, sem movimento.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Taubaté/SP: novo ponto de parada para miniaturas!


No interior paulista miniaturas em escala 1/12 são apresentadas pela exposição itinerante Art em Miniatura - Um mundo que brinca com a percepção. Começando pela cidade de Taubaté, no Museu Histórico, Folclórico e Pedagógico Monteiro Lobato – Sítio do Pica Pau Amarelo, a mostra procura "revelar as mudanças arquitetônicas e culturais sofridas pela sociedade, além do folclore de várias regiões do mundo, representados através da ótica de artesãos contemporâneos de todo o país ", segundo o Diário de Taubaté.

O Sítio do Pica Pau Amarelo fica na Av. Monteiro Lobato, s/n°, Chácara do Visconde. O horário de visitação é das 9h às 17h, de terça-feira a domingo, com entrada gratuita, até o próximo dia primeiro.

A partir do dia 3/11, a exposição se muda para o museu Histórico e Pedagógico Prudente de Morais, segundo os curadores Leo e Jussara Teixeira. Não deixe de prestigiar!

Foto: "Casa de bruxa Mary Bonnes" de Sandra Watanabe (Jaguariúna/SP)

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Direto dos pescoços das Chandon!



E a moda dos concursos de cadeiras em miniatura feitas a partir de tampas de garrafas de champagne continua! Desta vez, com o apoio da própria vinícola Chandon!

Mais uma vez, os designers a amadores australianos foram chamados a colocar sua arte à mostra com o material reduzidíssimo (2 conjuntos de tampas da champagne Chandon).

Os vencedores foram conhecidos em agosto deste ano, em Sidney, e o grande vencedor foi premiado com a famosa Eames Lounge e Ottoman, uma belíssima cadeira em tamanho real, além de garrafas da também famosa champagne.

Na foto acima, a peça que recebeu o primeiro prêmio, feita por John Voss da Rice Daubeney. Abaixo, as demais criações de outros participantes, também premiadas.








terça-feira, 27 de outubro de 2009

Sucata, tem certeza?


Desde 2002 o site Design Within Reach lança um desafio a designers e amadores para que criem cadeiras em miniatura tendo como material apenas as tampas de 2 garrafas de champagne (rolha, lacre de metal, etc).

A criatividade dos participantes, definitivamente, impressiona! A partir de um material considerado por muitos como simples sucata, as linhas modernas e limpas se impõem e o resultado está aí. O grande vencedor escolhido pelos juízes no ano de 2009!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Minimize-se!

Já pensou em ter uma miniatura caricaturizada de você mesmo? Pois é o que promete fazer o site Mini-mi!

A partir de suas características mais marcantes é feita uma caricatura que vai se transformar num simpático bonequinho de feltro! Uma excelente dica de presente, totalmente único. Cada bonequinho sai por R$65.

Para ver, clique aqui.

Colaboração: Rodrigo Santos

domingo, 25 de outubro de 2009

Miniaturas do bem!

Mosca robótica em miniatura que pode percorrer as artérias e veias do corpo para diagnosticar e tratar problemas.
Nós adoramos miniaturas porque elas nos levam a um mundo imaginário cheio de fantasia! Mas as miniaturas vão muito além disso. Estou falando da nanotecnologia. Vejam a reportagem abaixo:


Pesquisadores israelenses criaram uma mosca robótica em miniatura que pode percorrer as artérias e veias do corpo para diagnosticar e tratar problemas, com um milímetro de diâmetro, pode entrar no corpo para, por exemplo, detectar artérias bloqueadas e entregar medicamentos em tumores.

Baseado na tecnologia MEMS (Micro-Electro-Mechanical Systems), o pequeno robô é direcionado por um imã controlado de fora do organismo. Seus minúsculos braços se agarram nas paredes das veias para que ele alcance a região desejada.

O laboratório pretende ainda adicionar uma câmera ao protótipo, o que possibilitaria terapias de radiação de curta distância, usadas principalmente para tratar câncer de próstata, pescoço e cabeça. O robô ainda deve ter seu tamanho diminuído em dez vezes, para tornar os tratamentos e diagnósticos ainda menos invasivos.

Por Info Plantão, do site Abril.com

sábado, 24 de outubro de 2009

Mini Fabergé. Um sonho de consumo!



Você já ouviu falar em Fabergé? Se não, basta saber que seu nome batiza uma das joalherias mais famosas do mundo! O joalheiro russo ficou conhecido por criar peças em formato de ovos (de Páscoa) sempre cravejados das mais desejadas pedras preciosas e/ou com uso de metais e outros materiais preciosos; delicadas e refinadas jóias de extremo bom gosto.

A primeira destas preciosidades foi encomendada pelo Czar Alexander III como presente a sua Czarina Maria Fyodorovna para celebrar o seu vigésimo Aniversário de Casamento, que coincidia com a Páscoa em 1885.

Conhecida apreciadora deste trabalho, a Rainha Elizabeth (Reino Unido) coleciona ovos Fabergé que de tempos em tempos são expostos nos museus da região.

Mas o que isso tem a ver com o miniaturismo? Tem tudo a ver!

O joalheiro ávido pela arte criou a cadeira em miniatura de estilo império que aparece nas fotos, vendida num leilão da Sotheby’s em Nova Iorque pela bagatela de US$2,28 milhões (mais de R$4,5 milhões)! Para a surpresa de todos, o valor de venda do objeto de 5,71 cm atingiu mais do que o dobro da quantia prevista, que era de US$1 milhão.

O comprador foi mantido em sigilo, mas sabe-se que ele poderia comprar 3.000 vezes o peso da cadeira em barras de ouro!


sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Mansão Lego!

Mansão chamada Lego Green Grocer! Projetada em módulos que podem ser encaixados de acordo com a preferência do colecionador.E quem não conhece os famosos brinquedos Lego? Pais preocupados com o desenvolvimento motor de seus filhos certamente optam por este tipo de brinquedo educativo, colorido e cheio de possibilidades.

Miniaturistas de plantão, que já passaram da infância, também se encantarão com a mansão chamada Lego Green Grocer! Projetada em módulos que podem ser encaixados de acordo com a preferência do colecionador, tem uma mercearia no térreo e vários apartamentos, além do terraço e escada de emergência. O interior é bastante realístico e conta com várias portas e janelas.

O kit vem com 4 bonecos, 1 gato, 1 rato e várias outras peças. Montado, mede 35cm de altura por 25cm de largura.
A parte chata é que este tipo de produto não chega ao Brasil, a não ser pela mão dos atravessadores que vendem no Mercado Livre entre R$600 e R$700 + frete de R$75. Na loja da Lego (EUA) o mesmo produto é vendido por US$149,99 (cerca de R$265) com frete gratuito, porém, não existe opção de entrega para a América do Sul!

Colaboração: Rodrigo Santos

Mini Casa de Praia


A editora Planeta de Agostini parece ser uma das poucas que insiste em mandar miniaturas em escala 1/12 para as bancas de jornais de todo o país.

Atualmente, mais uma daquelas intermináveis coleções está em algumas poucas bancas, em quantidade suficiente apenas para compradores assíduos, chamada "Crie e decore sua Casa de Praia".

Num geral, a compra de um ou outro fascículo é interessante, afinal de contas, algumas miniaturas (como móveis, em especial), saem mais barato nestas coleções que num site internacional, situação que nos obriga a pagar por fretes de valores exorbitantes!

Mas pagar por toda a coleção pode ser uma brincadeira bastante cara. Acompanhem:
  • Edições 1 e 2 = R$24,98
  • Edições 3 a 100 = R$2.939,02
  • 2 Capas para fascículos = R$29,98
  • Kit de iluminação = não encontrei preço no site!
  • Total (sem contar o kit de iluminação) = R$2.939,98
  • Assinantes recebem algumas vantagens, como o kit de iluminação gratuito.
A editora tem um número considerável de problemas no site Reclame Aqui. Na data de hoje, a empresa contava com um total de 72 reclamações tendo respondido à apenas 29. O tempo médio para esta resposta tem sido de 40 dias e a nota dos consumidores para a empresa (numa escala de 0 a 10) é 4,92. Ainda assim, 53,8% dos consumidores que reclamaram voltariam a fazer negócios com a empresa.

Enfim, você decide se vale a pena ter uma "Casa na Praia"!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Mini Ovo!


Falando ainda mais sobre o fascinante mundo das cadeiras em miniatura, uma das peças cobiçadas pelos colecionadores é a Egg Chair, design do dinamarquês Arne Jacobsen (1902-1971).

Nascido em Copenhagen, tornou-se conhecido como arquiteto, decorador, professor, designer de móveis, têxtil e de cerâmicas. Inicialmente queria ser pintor, porém seu pai achou a carreira de arquiteto uma escolha mais sensata e promissora. Começou a trabalhar como pedreiro, acabando por se formar como arquiteto em 1927, onde também foi professor a partir de 1956. De 1927 a 1930 trabalhou com o arquiteto Poul Holsoe e a partir desta data abriu seu atelier.

Foi para o Hotel Royal SAS de Copenhagen que Jacobsen desenhou a cadeira Egg, em 1957, considerada um ícone do design mundial. O produto recebeu esse nome por seu corte volumétrico, parecido com um ovo. Esse arquiteto detalhista, foi o primeiro a introduzir os conceitos do modernismo na Dinamarca, iniciando sua aplicação na indústria de móveis. Assumindo a natureza como fonte de inspiração, Jacobsen conciliou simplicidade, funcionalismo, elegância e conforto nos produtos que assinou.

Fonte: Site Bauhaus - Clássicos do Design

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Cadeiras em cerâmica, a preço de ouro!


Grande designer e arquiteto nascido na Itália (Milão, 1931), Alessandro Mendini criou a famosa poltrona Proust no ano de 1978, inspirada no estilo Luis XV, unindo com maestria traços clássicos e modernos.

E para mexer com os instintos de colecionadores de miniaturas de cadeiras em todo o mundo, junto com a Superego Editions, foram recém lançadas este ano 14 miniaturas (com 40 cm de altura) em cerâmica da desejada peça.

São edições limitadíssimas (com 35, 45 ou 55 peças de cada modelo) que custam entre US$1.144 e US$3.146 (cerca de R$2.250 a R$6.200!!!). Todos os modelos ainda estão disponíveis, mas devem acabar em pouco tempo. Então, se você faz questão de uma delas (ou várias) em sua vida, acesse o site de vendas clicando aqui.